quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Casas Contemporâneas: O Inusitado Bate À Sua Porta - by Arquiteta e Urbanista Cristiana Freitas

 

 
 Surpresa, fascínio, curiosidade, são sentimentos que facilmente você terá ao se deparar com a arquitetura contemporânea. Com construções que fogem do convencional, negam, muitas vezes, a estaticidade das formas, usam materiais e técnicas de construção inovadoras, a arquitetura contemporânea promete fazer do inusitado um bem corriqueiro, especialmente quando se traduz em casas unifamiliares.
A casa Shell, por exemplo, apresenta ares ultramodernos, linhas suaves e desencontradas, estrutura incomum, tudo diferente da imagem que temos de uma casa. Poderíamos dizer que lembra uma concha, um túnel, um abrigo e certamente algo que nos protege, nos abraça. A cortina de vidro, voltada ao pátio, formado propositadamente pelo prolongamento da estrutura, compromete a privacidade, porém faz dessa casa parte integrante da natureza que o envolve. A leve estrutura de concreto, a madeira, e o vidro formam um tripé harmônico, se misturam compondo uma casa única e deslumbrante. O interior espaçoso e continuo nos proporciona conforto; a abundância de lâmpadas de parede e iluminações de chão faz a casa Shell brilhar no escuro e parecer flutuar. Um espetáculo!


A casa 2QBO destaca-se por trazer novos conceitos para projetar uma residência dividida em dois volumes cúbicos rotacionados e conectados por uma ponte metálica. A separação dos volumes é proposital, tem a função de afastar a parte íntima da casa da área de serviços, ou seja, a privacidade está garantida. Há uma inversão de uso dos andares, possível devido ao desnível do terreno; em cima espaços públicos (garagem, salas), e embaixo espaços privados (quartos), permitindo, assim, a abertura dos dormitórios e espaços familiares para o terreno.  A varanda, neste caso, é um grande jardim; a garagem fica ao nível da rua. Boa parte da casa é estruturada em aço, liberando, portanto, os recortes conferidos em suas fachadas. A geometria desconsertada, a assimetria da composição de fachada, a exploração de novos espaços, a divisão em blocos hierarquizados, o uso do aço estrutural, as novidades estão por toda a parte na 2QBO. Esta casa é simplesmente surpreendente!


Paredes de vidro, curvas de concreto e pátios internos são alguns 

componentes encantadores da casa denominada voo dos pássaros 

(house on the flight of birds). Como o nome sugere, o arquiteto 

inspirou-se no movimento dos pássaros  para criar uma 

residência integrada ao entorno, devido às vistas proporcionadas 

pela transparência dos vidros e aos pátios internos criados pela 

eliminação das paredes. A sala de estar, com pé direito duplo, 

confere-lhe imponência, e o espelho d'água, sofisticação. A 

privacidade foi deixada para o andar superior, onde há salas 

privadas que são mais fechadas e protegidas. O telhado foi 

transformado em mirante, um espaço de convivência que oferece uma vista maravilhosa. Não dá vontade de entrar e explorar cada canto dessa casa que parece estar em movimento?


Por Cristiana Freitas, Arquiteta e Urbanista
colunista deste blog

Casa Shell, Kitasaku, Nagano, Japão.
Arquitetos: Kotaro Ide / ARTechnic architects
Fotografias: Nacasa & Partners Inc. / archidaily.com

Casa 2QBO, Puebla, México.
Arquiteto: Edgar Linares Ochoa
Fotografias: Julio Amoros / archidaily.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário